Rifat Shaarook construiu um satélite que pesa apenas 64 gramas

Há um satélite que pesa menos do que o seu telemóvel

Para Rifath Shaarook, o céu deixou de ser o limite: o estudante indiano, de apenas 18 anos, criou o satélite mais pequeno do mundo que pesa apenas... 64 gramas.

"Procurámos por outros satélites-cubo no mundo inteiro e chegámos à conclusão de que o nosso é o mais leve de todos", afirmou Shaarook sobre o satélite de fibras de carbono impresso em 3D. Batizado KalamSat, em honra de Abdul Kalam, pioneiro do programa espacial indiano, vai integrar uma missão ao espaço da NASA em junho deste ano.

Os nanosatélites estão a tornar-se bastante populares, não só pelo pouco espaço que ocupam, mas também pelo reduzido preço por que são produzidos. Há mesmo lojas que se dedicam à venda deste tipo de satélites, permitindo que empresas, investigadores ou aficionados possam ter o seu próprio satélite. O KalamSat, por exemplo, foi construído por menos de 1.400 euros.

Rifath Shaarook venceu o concurso Cubes in Space organizado pela NASA e, como prémio, vai integrar uma missão de voo sub-orbital, de quatro horas, que irá operar durante 12 minutos num ambiente de gravidade reduzida. O objetivo é testar se o satélite consegue suportar um voo espacial.

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!