Ciência
(Reuters)

Há mais vírus sexualmente transmissíveis do que se pensava

Um novo estudo, que explorou anteriores pesquisas neste âmbito, provou que há mais vírus transmitidos através do sémen do que se conhecia. Afinal, são 27 os vírus que podem passar para um novo hospedeiro.

Cientistas da Universidade de Oxford, juntamente com a britânica equipa de Apoio Rápido à Saúde Pública, consultaram estudos anteriores para perceberem que vírus podem ser passados através do sémen.

Depois de analisarem 3.800 pesquisas sobre “vírus” e “sémen”, os pesquisadores chegaram à conclusão de que existem 27 indícios de vírus, entre eles o Zika, que estão intactos no sémen para conseguirem infetar sangue alheio.

Os investigadores, que publicaram o estudo na revista Emerging Infectious Diseases, destacam que ser contagiado com partículas de vírus não significa apanhar uma infeção, sendo que não há garantia de que a presença de vírus no sangue se tornará numa doença completa.

Ainda assim, os riscos existem e é importante tomar medidas de prevenção.

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!