Ano sabático
Foto: Pexels

Mais de metade dos portugueses gostaria de tirar uma licença sabática

Interromper temporariamente uma determinada função ou atividade regular está no desejo de mais de metade dos portugueses. No entanto, alguns dos inquiridos admitem que não podem dar-se ao luxo de tirar uma licença sem vencimento.

Foram mais de 12 mil as pessoas que responderam ao inquérito levado a cabo pela OnePoll, empresa que se dedica a estudos de mercado, para a eDreams.

Embora não seja uma prática muito recorrente em Portugal, fazer o “gap year” depois da conclusão do ensino secundário ou superior seria uma opção a considerar, pois para quem já está empregado implica ter acesso a uma licença sabática. O acordo que é feito entre o trabalhador e a entidade empregadora mantém o vínculo e a antiguidade do interessado.

Dos portugueses que responderam ao inquérito, 76% admitiu que gostaria de usufruir de um período sabático, enquanto que 21% afirma não ter interesse na interrupção temporária da atividade laboral.

Apesar de ter vontade de tirar a licença, 48% diz que não consegue abdicar do vencimento

Quais os motivos que levariam os portugueses a tirar uma licença sabática?

45% - Melhorar a saúde mental

35% - Escapar ao stress laboral

31% - Viajar com companheiro(a)/cônjuge

30% - Viajar com a família (crianças incluídas)

26% - Tirar um curso/aprender uma nova competência

25% - Melhorar a saúde física

25% - Reavaliar a carreira

24% - Ganhar experiência noutra área

22% - Planear um novo negócio

21% - Fazer voluntariado

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!