Donald Trump na Sala Oval da Casa Branca
(Reuters)

Utilizadores do Twitter dão lição de História a Trump

Donald Trump decidiu usar o Twitter para contestar a investigação do Departamento da Justiça, que pretende apurar se existiu ligação entre a campanha eleitoral de 2016 e a Federação russa… e os utilizadores da rede social aproveitaram o momento para dar-lhe uma lição de História.

Trump queixou-se, aos seus seguidores, que “com todos os atos ilegais que tiveram lugar na campanha de Clinton e na administração de Obama, nunca foi nomeado um conselho especial” e que “esta é a maior caça às bruxas alguma vez feita a um político na História da América!”.

Duas referências históricas que mereceram a atenção de alguns utilizadores do Twitter.

Um dos users que mereceu mais destaque, Kevin, deu uma verdadeira lição de História ao Presidente dos EUA. A sequência de tweets já recebeu, no total, quase 17 mil likes e centenas de republicações.

Era uma vez um grupo de homens chamados ‘os fundadores’, tiveram de lutar pelo governo do país, liderado por um mau rei. Decidiram que os reis são maus para a democracia, por isso decidiram criar um sistema intricado de equilíbrio e controlo”, começa por explicar Kevin.

 

“Pense nisto como ‘sanidade’. Agora, como parte deste sistema, o seu Procurador-Geral decidiu nomear um promotor de justiça especial (não um rei) para investiga-lo”.

 

Para além da resposta de Kevin, houve ainda outras publicações que conquistaram milhares de gostos. Lauren Wolf deixou a sua opinião em seis tweets sobre o que realmente significa a expressão “caça às bruxas”.

Eu estou contente que tenha adicionado a palavra ‘político’. Porque certamente não quis dizer que investigar os seus crimes é a mesma coisa. Uma caça às bruxas significava afogar uma mulher que se pensava que praticava bruxaria. Se fosse culpada, flutuava. Se fosse inocente, afogava-se. De qualquer das formas, as mulheres eram assassinadas. O que está a acontecer é muito diferente. Comporta-se com a arrogância de um homem branco. Pensa que flutua”.

 

Mesmo quando é culpado, acha que nunca se afoga. O povo americano está aqui para dizer que é louco. Um homem culpado dos seus crimes merece ter castigo. Por isso, ‘caça às bruxas’ é uma metáfora terrível para a sua situação. Vamos optar por ‘uma investigação apropriada às suas atividades ilegais como representante deste país”.

 

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!