O Canadá está a receber milhares de pessoas que fogem das políticas anti-imigração de Trump

FOTO: CHRISTINNE MUSCHI/REUTERS

Canadá constrói campo para receber os "refugiados de Trump"

O Canadá está a construir um campo de refugiados para albergar as centenas de refugiados que têm atravessado a fronteira desde que Donald Trump foi eleito presidente dos Estados Unidos.

Os "refugiados de Trump" já estão a ser recebidos no Estádio Olímpico de Montreal, onde vão ficar durante o mês de agosto. Os dirigentes canadianos estão a planear uma solução permanente em Saint-Bernard-de-Lacolle, no Québec, junto à fronteira com Plattsburgh, no estado norte-americano de Nova Iorque, onde já existe um acumular de refugiados.

Entre 1 de janeiro e 30 de junho, mais de 3.300 pessoas já atravessaram a fronteira para o Québec. De acordo com as autoridades locais, a maioria é proveniente do Haiti, mas já estava a viver nos Estados Unidos há vários anos. Mudaram-se para o Canadá por estarem em risco de deportação pela administração Trump.

Donald Trump já fez saber que pretende acabar com o programa que atribuiu vistos temporários a cerca de 50 mil haitianos depois do sismo de 2010. Este programa expira em janeiro do próximo ano.

Vários rumores correm no Canadá, especialmente via WhatsApp, de que o governo está a oferecer a cidadania canadiana a haitianos e que suportará, inclusivamente, as taxas do processo de imigração e naturalização.

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!