Bandeiras da Coreia do Norte (em Gijungdong) e Coreia do Sul (Paju) junto à fronteira e zona desmilitarizada do paralelo 38
Reuters

Coreias: Norte vs. Sul pelas fotos de quem lá esteve e comparou

Jacob Laukaitis esteve em ambas as Coreias e fotografou as várias realidades nos dois países. Depois de as partilhas nas redes sociais, aqui ficam as comparações, em imagens, de situações como o comportamento dos jovens, o aspeto dos campos, a universidade ou os transportes públicos.

Há cerca de um ano, Jacob visitou a Coreia do Norte, onde lhe confiscaram o passaporte e não lhe permitiram explorar à vontade o país.

A Coreia do Norte foi, definitivamente, o país mais estranho que eu alguma vez visitei e durante o tempo em que eu lá estive só pensava como seria a vida no país vizinho do Sul, que 60 anos antes formavam ambos o mesmo território”.

Assim, o jovem decidiu que teria que visitar também a Coreia do Sul para poder comparar experiências e realidades.

Através das imagens que partilhou no Instagram, o SPOT+ fez estas comparações animadas, em que a fotografia da esquerda mostra a Coreia do Sul e a da direita a realidade do Norte.

Estas são as diferenças no estacionamento em ambas as Coreias:

Também as ruas e estradas se mostram muito diferentes:

No campo, basta a cor para se notar que estamos em países diferentes:

Nas universidades, a vida é outra. O desenvolvimento das ferramentas de ensino é claramente diferente:

Os transportes públicos no caso da Coreia do Norte parecem ter parado no tempo, ao contrário dos do Sul, que denotam clara evolução:

O próprio estilo e comportamento dos jovens mostra a dura realidade entre os dois lados da fronteira:

Na ocupação dos tempos livres, para os jovens da parte Norte não há grande oferta:

São dois países separados por seis décadas, onde se nota que a evolução acompanhou os anos na Coreia do Sul. A vida na Coreia do Norte estagnou, nota-se pobre e pouco desenvolvida.

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!