Kim Jong-un é visto a acompanhar o progresso do programa nuclear
FOTO: KCNA

Ataque norte-coreano contra Guam não está posto de parte

A tensão entre a Coreia do Norte e os Estados Unidos aumentou durante a noite depois de Pyongyang ter confirmado que as águas perto de Guam, território norte-americano no Pacífico com grande presença militar, continuam a ser um alvo.

De acordo com a KCNA, a agência de notícias norte-coreana, o líder Kim Jong-un considerou o lançamento do míssil sobre a ilha japonesa de Hokkaido "um significativo prelúdio sobre como lidar com Guam".

Em resposta a esse lançamento, Donald Trump afirmou que as "ações ameaçadoras e desestabilizadoras só vão aumentar o isolamento do regime norte-coreano na região e entre todas as nações do mundo".

O presidente norte-americano acrescentou ainda que "todas as opções estão em cima da mesa".

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!