robot

Engenheiro chinês casa com o robô que criou

Para quê perder tempo a tentar encontrar uma cara-metade quando pode criar uma? Isto foi o que pensou um engenheiro chinês que casou com um robô que ele próprio construiu.

Zheng Jiajia, de 31 anos, estava cansado de procurar a noiva perfeita e considerava que já tinha a idade certa para casar. O engenheiro decidiu, então, criar Yingying, uma máquina movida a Inteligência Artificial, com quem casou, esta sexta-feira, em Hangzhou, na China.

O casal namorou apenas durante dois meses antes de subir ao altar.

A cerimónia foi informal, mas os noivos não descuraram os pormenores e envergaram trajes tradicionais. De acordo com o South China Morning Post, Yingying usou, como manda a tradição, um vestido preto e um lenço vermelho na cabeça.

Muitos dizem que esta união não passa de um golpe de marketing, uma vez que Zheng Jiajia é proprietário de uma empresa de robô, a Brain of Things.

Contudo, o engenheiro garante que a esposa, apesar de conseguir identificar caracteres chineses, imagens e proferir algumas palavras, apenas pode falar com ele, o que não a torna uma grande porta-voz da empresa.

Segundo o Qianjiang Evening News, a união pode ter sido forjada apenas para agradar aos pais do noivo. Um amigo de Zheng garantiu que o engenheiro sempre sofreu pressão para assentar e que ficou traumatizado com uma relação que teve na adolescência.

Zheng parece agora contente ao lado da mulher e até gabou as qualidades de Yingying como dona de casa aos meios locais.

 

 

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!