Tim Cook apresentou o iPhone X no Steve Jobs Theatre
FOTOS

One more thing... o iPhone X

"Sabemos o significado destas palavras e não as usamos de forma leviana".

Foi assim que Tim Cook apresentou o iPhone X, o novo smartphone topo de gama da Apple, já o evento corria para o fim. Porquê? Porque era desta maneira que Steve Jobs apresentava as grandes novidades que a Apple se preparava para apresentar, normalmente de maneira completamente inesperada.

Estas palavras ganharam ainda mais significado porque foram proferidas no Steve Jobs Theatre, o anfiteatro de homenagem ao co-fundador da Apple, na nova sede, em Cupertino, na Califórnia.

Tal como apontavam os rumores, a edição comemorativa do 10.º aniversário do lançamento do iPhone chama-se mesmo iPhone X. Não tem margens, com um écrã Super Retina de 5,8 polegadas a cobrir por completo a parte da frente do smartphone, com um écrã OLED, o único que é suficientemente grande para ser utilizado num iPhone, como disse Phil Schiller durante a apresentação.

Outro rumor que se confirmou é o de que o botão Home também desapareceu. Desta feita, o desbloqueio é feito através do Face ID, a nova tecnologia que a Apple apresentou com o iPhone X. Mas o botão Home não servia apenas para desbloquear o telemóvel, mas também para sair das aplicações. A partir de agora, um deslize a partir da base do telemóvel chega para fechar ou saltar entre aplicações.

Falando no Face ID, a nova tecnologia funciona com recurso a uma série de sensores colocados no topo do smartphone. Um deles é a câmara de infravermelhos, que permite identificar os utilizadores, mesmo que alterem o penteado, usem óculos ou outros acessórios e até reconhecer se se trata de uma fotografia ou máscara.

Esta nova tecnologia é completamente segura, garante a Apple, uma vez que é tudo feito no iPhone X e a informação não é enviada para um servidor, e serve para realizar pagamentos e outras operações.

Um dos grandes problemas dos smartphones hoje em dia é a duração das baterias. A bateria do novo iPhone X tem mais duas horas de vida e vai poder ser carregada sem fios, através da AirPower, a nova placa de indução da Apple, que é suficientemente grande para carregar o iPhone, o Apple Watch e os Apple Pods ao mesmo tempo.

Falando de preços, o iPhone X vai custar 999 dólares no modelo de 64 Gb e 1.149 dólares no modelo de 256 Gb. As encomendas começam a 27 de outubro e começam a ser enviadas a 3 de novembro. Ainda não há preços para Portugal.

As outras novidades da Apple

O iPhone X era o produto mais esperado desta apresentação, mas houve outras novidades. Para começar, o Apple Watch. Com o lançamento da Series 3, o smartwatch da Apple vai ter ligação à rede 4G, o que lhe permite fazer chamadas, enviar mensagens e falar com a Siri. No entanto, esta versão não vai estar, para já, disponível em Portugal.

Já na Apple TV, foi acrescentado o suporte para 4K HDR. A Apple está a trabalhar com as principais produtores europeias e norte-americanas para disponibilizar os próximos filmes em alta qualidade através do iTunes e todos os conteúdos que já tenham sido comprados vão ser atualizados para formato 4K HDR sem qualquer custo.

Antes do iPhone X, já tinham sido apresentados os, também novos, iPhone 8 e 8 Plus, as atualizações aos iPhones 7 e 7 Plus, naquela que foi a primeira vez que a Apple não os atualizou para as versões S desde o iPhone 4.

 

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!