Adele teve de cancelar a digressão em junho deste ano por lesões nas cordas vocais
FOTO: MARIO ANZUONI/REUTERS

Verdi pode ser o culpado da perda de voz de Adele e outros cantores

Redação SPOT+

A autora de "Hello" teve de cancelar parte da digressão, em junho deste ano, depois de sofrer lesões nas cordas vocais, uma recaída de uma lesão que já a tinha obrigado a uma microcirurgia, seis anos antes.

Nessa intervenção cirúrgica, o médico retirou-lhe pólipo infectado. Outros cantores têm sofrido do mesmo problema.

O "The Guardian" noticia que é a fixação em cantar mais alto e atingir notas mais elevadas que está por trás destas lesões das cordas vocais. 

"Concertos, lesão, cirurgia, descanso, concertos, lesão, cirurgia... É esta a vida de um cantor profissional?", questiona Lisa Paglin, antiga cantora de ópera que, entretanto, se tornou terapeuta da voz.

Lisa Paglin e a colega Marianna Brilla chegaram à conclusão de que "a responsabilidade pelo declínio da voz é de Verdi, Wagner e Puccini", cujas óperas forçam os cantores a entrar em território vocal pouco confortável.

Paglin compara imagens de Enrico Caruso, tenor que cantava sem qualquer esforço, com as dos cantores contemporâneos, que parecem ser "imagens de filmes de terror: as bocas todas abertas, olhos esbugalhados e as veias do pescoço bastante marcadas, como se estivessem a gritar".

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!