Andy Gody escreveu uma carta emocionante para a cadela Jessie

Dono escreve carta emocionante após morte da amiga de quatro patas

Redação SPOT+

Andy Gody e a cadela Jessie fizeram parte da vida um do outro durante 18 anos. Após a morte da mesma, este dono resolveu escrever uma carta bastante comovente.

A pequena Jessie entrou para a vida de Andy em 1998, quando ainda era um bebé. Deste então, este dono e a cadela tornaram-se amigos inseparáveis e passaram vários momentos juntos. Mas infelizmente tudo tem um fim.

Após 18 anos de muita alegria e cumplicidade, este homem viu-se perante um dos momentos mais tristes para qualquer dono: a morte da melhor amiga de quatro patas.

Entretanto, Andy resolveu partilhar as emoções que sentiu depois a morte de Jessie, com o resto do mundo, através de uma carta bastante emocionante. A mesma foi partilhada, originalmente, pelo "The Animal Rescue Site":

"Querida Jessie,

Quando te adotei, sussurrei-te ao ouvido 'tens que viver para sempre'. Ao longo dos anos, quando imaginei a minha vida sem ti, eu repeti que tinhas de viver para sempre.

O meu corpo ainda quer dar um passeio. A tua trela ainda está pendurada na porta à espera de ouvir as palavras como sempre: 'Queres ir à rua?'. Muita coisa aconteceu nestes últimos dias, e, instintivamente, eu olho para o relógio para ver quanto mais queres andar.

Quando como biscoitos ou guloseimas, eu mesmo levanto os olhos para te encontrar e partilhar contigo.

Eras a cadela perfeita. Tão calma e tranquila… Nunca fizeste xixi, ou roeste as minhas coisas. Nem sequer ladravas mesmo que te apetecesse muito.

Estiveste comigo nos momentos bons, e nos maus. Nunca me julgaste, mesmo quando eu pesava 90 quilos e estava a tentar fazer aeróbica com a televisão. Sempre abanaste a cauda quando eu estava contigo.

Eu gostava de confiar em ti. Quando cresceste, e o teu pelo começou a ficar branco, alguns dos meninos da vizinhança chamavam-te avó.

Mesmo quando não podias mastigar coisas difíceis, quando não estavas tão interessada nos teus brinquedos e quando não podias caminhar mais, eu sempre te amei.

Confiaste em mim até ao fim. Acreditaste em mim quando eu disse que não tinhas de viver para sempre e que não havia problema se tivesses que partir.

Eu senti que a vida deixou o teu corpo e um pedaço de mim foi contigo.

Amo-te doce Jessie. Vemo-nos noutra vida. 1998 – 2016", escreveu Andy Gody.

 

Veja também
Também tem uma história para contar?
Queremos saber!